Decisão regional: aulas presenciais não retornam em setembro

Angélica Spengler/AG

Em reunião encerrada há pouco, prefeitos da R7 definiram por adotar um protocolo regional com relação à retomada das aulas presenciais proposta hoje pelo Governo do Estado. Por decisão colegiada os gestores definiram que as aulas não retornam em setembro, como proposto pelo Estado. A possibilidade de retorno em outubro ainda será avaliada pelos prefeitos em nova reunião no decorrer das próximas semanas, sendo que há indicativo, na maioria das cidades, pela manutenção do formato remoto até o final do ano.

Um dos principais pontos que resultou na decisão dos prefeitos diz respeito à exposição das crianças a situações de risco e contaminação tendo em vista sua vulnerabilidade já comprovada. “Estudos científicos apontam que crianças pequenas transmitem sim a Covid e além disso possuem carga viral maior que a do adulto, o que pode resultar em um novo pico na pandemia regional caso o retorno às aulas seja autorizado neste momento”, justifica a presidente da Amvars Tânia Terezinha da Silva.

Por ora os prefeitos decidiram aguardar e avaliar a evolução epidemiológica regional e, no decorrer do mês voltar a discutir o assunto. A decisão tem validade para as redes municipais e privada.