Com ajuda da comunidade, Luísa conseguiu arrecadar dinheiro para fazer cirurgia

No dia 9 de abril, o AG publicou uma matéria pedindo ajuda da comunidade para a pequena Luísa Kirsch que, com apenas dois anos de idade, foi diagnosticada com estrabismo nos dois olhos – distúrbio em que os olhos não olham exatamente na mesma direção ao mesmo tempo – e precisava de dinheiro para realizar a cirurgia.

Com muita felicidade, podemos noticiar que, graças a uma grande mobilização, foi possível arrecadar toda a quantia que necessitava. Em conversa exclusiva para o AG, Deborah Souza Kirsch, mãe da Luísa, expressa seu agradecimento a toda a comunidade que se engajou e ajudou na campanha.

Confira a entrevista a seguir:

A Gazeta: A família ficou surpresa com a rápida resposta da comunidade?
Deborah Souza Kirsch:
Ficamos muito surpresos e felizes, iniciamos a vaquinha no final de março pensando que levaria uns meses para arrecadar esse valor, assim nos programamos para fazermos a cirurgia da Luísa ali por agosto ou setembro. Mas foi uma surpresa maravilhosa para nós. Vimos pessoas as quais nunca havíamos tido nenhum contato ou nos conhecido se mobilizando, correndo atrás. Está sendo verdadeiramente uma corrente do bem, uma grande família na verdade

AG: A partir de agora, quais são os passos a serem tomados?
Deborah:
Como encerramos as arrecadações na vaquinha por enquanto, pois queremos ser justos e arrecadar o suficiente, temos que vender os cartões do cachorro quente para fechar o valor, temos que vender um total de 500 cartões que é o nosso objetivo para fechar o montante. Arrecadamos R$ 12.466,75 já descontando o valor das taxas do site na vaquinha o valor pode ser visto e recebemos doações em conta bancária também.

AG: Em que época poderá acontecer a cirurgia da Luísa?
Deborah:
Vamos fazer o cachorro quente e logo após marcamos o procedimento, o médico havia nos informado que faria um acompanhamento de mais ou menos dois meses antes da cirurgia, para fazer exames para atestar que tudo está certo com a saúde da Luísa, para então realizar a cirurgia, então acredito que no máximo até julho ela já tenha feito.

Cachorro quente solidário

A família tinha programado um cachorro quente para a campanha e lembra que ele ainda irá acontecer. “É o complemento do valor. Encerramos as doações em dinheiro pois vimos que com a venda dos 500 cartões será suficiente. Mas ainda precisamos vender alguns. Temos aproximadamente 250 cartões reservados. E temos alguns para serem vendidos na ótica Exclusiva”, explica Deborah Souza Kirsch, mãe da Luísa. O cachorro quente solidário irá ocorrer no dia 8 de maio, a partir das 20 horas, ao valor de R$ 10,00. Contato para reservar seu cartão: (51) 98207-7785.