Cemade comemora 10 anos com inauguração de duas novas salas 

Jordana Fioravanti/PMCB

Ampliação permitirá o atendimento de mais 50 crianças 

Para comemorar o aniversário de 10 anos do Centro Municipal de Apoio à Diversidade Escolar Albano Ivo Schuck (Cemade), na última semana, o presente foi a conclusão de duas novas salas de atendimento. O centro atende crianças e adolescentes desde os 4 até 14 anos de idade, que tenham dificuldades no desenvolvimento neuropsicomotor e no processo de aprendizagem. Assim, a atuação é de forma interdisciplinar, reunindo profissionais da saúde e educação. São oferecidos atendimentos nas áreas de Fisioterapia, Fonoaudiologia, Musicoterapia, Psicologia, Psicopedagogia, Terapia Ocupacional e Serviço Social. Atualmente, 160 crianças são acompanhadas no centro e a ampliação do número de salas, com investimento de cerca de R$ 170 mil, proporcionará imediatamente o chamamento de mais 50. “Hoje nós temos de cerca de 10 mil alunos na rede municipal de ensino e nós sabemos que o desenvolvimento e aprendizagem pode não ser igual para todos, por isso a importância fundamental do Cemade. Conhecemos melhor o espaço em 2017, na primeira gestão, e ficamos impressionados com o trabalho. Mas o que nos preocupou foi a grande fila de espera que tínhamos, então começamos a qualificar o serviço. Um novo polo, mais amplo, de fácil acesso, com nova sala de audiometria, que subiu a capacidade em cerca de 50%. Como gestor público se tem a obrigação de aprovar, se associar e melhorar projetos de outras gestões, isso é valorizar as boas iniciativas, o recurso público e as equipes”, afirma o prefeito Luciano Orsi.

A secretária de Saúde Suzana Ambros Pereira destaca a atenção com o local. “É essa sensibilidade da gestão, que permite o emprego de recursos que qualificam o serviço. Que possamos cada vez abranger mais crianças, pelo seu desenvolvimento e autonomia”, disse. “As crianças, muitas vezes apresentam suas dificuldades e particularidades e, nós, como Município podemos ofertar esse atendimento, isso é motivo de orgulho para nós. Investimos e fazemos cada vez mais essa ação em conjunto da Secretaria de Saúde, para que tenhamos condições de atender cada criança na sua individualidade. Já são dez anos de história e que venham muitos mais”, aponta a secretária de Educação e Cultura Simone Schneider.

Junto dos atendimentos clínicos, também ocorrem palestras direcionadas aos pais, alunos e professores e semanalmente são realizadas assessorias às escolas. Com mais espaço, aumentam os atendimentos, que poderão ser realizados de forma individual ou em grupo e, a longo prazo, a realização de estágios em algumas áreas de atendimento.

Sair da versão mobile