Entrar

Oi pode ter intervenção do governo para pagamento de dívidas

Mesmo demonstrando sinais de recuperação, ao que tudo a situação da Oi continua bastante crítica. De acordo com Juarez Quadros, novo presidente da Anatel, já está nos planos do governos intervir nas atividades da operadora caso a mesma não obtenha sucesso na renegociação de suas dívidas com os credores, número essa que chega aos R$ 65 bilhões.

"A situação é muito grave e o governo precisa estar pronto. A Anatel não pode ser surpreendida”, afirmou.

Em contrapartida, o ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, minimizou a situação dizendo:

"Não trabalhamos com essa hipótese (de intervenção). Caso haja problema na recuperação judicial caberá à Anatel fazer uma intervenção, mas todo o nosso trabalho e esforço é no sentido de ajudar a empresa a encontrar uma solução".

Entre os credores estão importantes instituições brasileiras, como por exemplo o Banco do Brasil (R$ 4,4 bi), BNDES (R$ 3,3 bi), Caixa Econômica (R$ 2 bi) e também a própria Anatel, do qual a dívida da Oi é a maior de todas: R$ 10,6 bilhões.

"Esse é o valor apresentado pela Oi. A agência está calculando o seu e vai apresentar ainda hoje à Justiça”, explicou o novo presidente do órgão regulador.

E pra deixar a situação ainda pior, de acordo com o ministro, pelo menos com a Anatel não há a possibilidade de renegociação da dívida e, muito menos, em virtude da crise econômica do país, qualquer tipo de injeção de recursos públicos para assegurar o emprego de milhões de trabalhadores da operadora em todo território nacional.

Esperamos que essa situação se resolva pelo bem dos inúmeros empregados, como também em nome da concorrência de mercado. Lembrando que o próprio governo já desconsidera a Oi como a quarta maior operadora do país.

Fonte: Tudo Celular

Última modificação emQuinta, 13 Outubro 2016 15:28
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.