Entrar

Prefeitura rebate informações do CMS

A Prefeitura de Campo Bom rebateu as informações repassadas do presidente do Conselho Municipal de Saúde, José Severino Becker, sobre a perda da verba de mais de R$ 160 mil que seriam destinados para a saúde do município. A matéria foi publicada na contracapa do AG, na edição de 28 de outubro. Na ocasião, o Jornal A Gazeta procurou a prefeitura, através da Coordenadoria de Imprensa, para esclarecer os fatos, porém não houve qualquer manifestação.

Nesta semana, após a publicação da matéria, Dorothea Thobe, secretária municipal de saúde, procurou a reportagem do AG para se manifestar. Confira:

“Ao contrário do que afirma o presidente do Conselho Municipal de Saúde, nenhum recurso foi devolvido por falta de apresentação de projeto, uma vez que para receber qualquer recurso de consulta popular ou emenda parlamentar é imprescindível que todo o plano de trabalho relacionado a qualquer projeto seja aprovado pelo CMS, como é o caso em questão onde além do CMS, recebeu aprovação da Assessoria Técnica e de Planejamento do Estado (Assteplan). O que ocorreu no caso em questão foi um problema INTERNO da secretaria de Saúde do RS relativamente a um pedido de prorrogação de prazos solicitado por Campo Bom.  Por se tratar de equipamentos importados (dois consultórios odontológicos e um aparelho de hemodiálise) houve atraso na entrega dos mesmos, o que levou a Secretaria de Saúde de Campo Bom a solicitar a prorrogação que foi autorizada pela  Assteplan.

dorothea‘Para nossa surpresa, cerca de 30 dias depois recebemos notificação da Contadoria e Auditoria Geral do Estado (Cage), não autorizando a prorrogação já assegurada pela Assteplan. Tivemos que recorrer a outras fontes de recursos para garantir a compra dos referidos equipamentos’ explica Dorothea Thobe (foto)”

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.