Entrar

Cidade já registra 10 homicídios em 2017

Corpo de mulher queimada na Vila Rica segue sem ser identificada AG Corpo de mulher queimada na Vila Rica segue sem ser identificada

O número de mortes registradas nos últimos dias na cidade vem deixando em alerta a Polícia.

O primeiro caso aconteceu na quarta-feira, 06, quando um corpo de uma mulher, aparentando de 25 a 30 anos, foi encontrado em um matagal, no bairro Vila Rica. A denúncia partiu de leitores do AG. A reportagem esteve no local e constatou que, pelas características do cadáver, a vítima pode ter sido morta há três ou quatro dias. “Até o momento não foi identificada a identidade”, cita Claudio Dineck, chefe de investigação da Polícia Civil.

Menos de 24 horas após a Brigada Militar atender o primeiro caso, um homem, identificado como Alex Pereira da Silva, de 43 anos, foi encontrado com um tiro na cabeça, dentro de um veículo Gol, na rua Pio XII, no bairro Barrinha. Os autores tentaram atear fogo no carro, porém as chamas não se propagaram. “Seguimos as investigações para verificar autoria e circunstância de sua morte”, informa Dineck.

GCB 21475942 758264284356872 1906744446 n

Já no sábado à tarde, Juacir Damascena dos Santos, levou mais de 10 tiros na avenida dos Municípios, há pouco mais de 100 metros do posto da Polícia Rodoviária Estadual. Ele ainda chegou a ser socorrido com vida, porém morreu horas depois. “Um dos suspeitos, um homem de 24 anos se apresentou na terça-feira, acompanhado de seu advogado e confessou a autoria dos disparos. Estamos investigando a motivação do crime”, destaca Dineck. Após confessar a autoria do crime, o suspeito foi liberado por não se caracterizar flagrante.

Somente em 2017, a cidade já contabiliza 10 homicídios, contra 8 durante todo o ano passado.

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.