Entrar

Sapateiros de Campo Bom fazem história

Destaque Sapateiros de Campo Bom fazem história Angélica Spengler Fotografias

Nos últimos 16 e 17 de janeiro, o Sindicato realizou eleições para a escolha de seu novo Conselho Geral. Foram dois dias de intenso trabalho, nas fábricas e na urna do Sindicato, que recolheu os votos dos aposentados. Ao final, a Chapa 1, encabeçada por Vicente Selistre foi confirmada com a aprovação consagradora de 96,1% dos votos, comprovando a confiança da maioria da categoria no seu Sindicato. Votaram 1385 sócios e sócias, correspondendo a 67% dos associados, muito superior ao número exigido pelo estatuto social.

MAIORIA DE MULHERES

O protagonismo do Sindicato, que foi um dos primeiros do Brasil a instituir uma Secretaria das Mulheres (1991), agora se vê refletido na própria composição da direção onde as mulheres são maioria, tanto numérica quanto qualitativamente, ocupando lugar de destaque no Conselho Geral. Para Vicente Selistre este fato espelha “a igualdade de oportunidades e de direitos que buscamos na sociedade”.

JOVENS LIDERANÇAS SURGEM

Segundo Vicente, a presença de jovens lideranças trabalhadoras também é bastante emblemática, uma vez que o Sindicato vem trabalhando na perspectiva de renovação dos seus quadros e a presença de jovens está prevista, inclusive, no Estatuto da Entidade: “o jovem representa o futuro de nossa profissão e nossos esforços são para que conheça nossa história, que é também a história de seus avós, pais e agora sua e sinta orgulho de ser sapateiro”.

OUTROS DADOS DA ELEIÇÃO

O maior índice de aprovação da história de chapas únicas, com 96,1%, (a anterior foi 93,8%)

Os aposentados, que votam na sede, chegaram a 340: um recorde também, juntamente com o da menor abstenção da história (cerca de 33%).

A posse da nova diretoria será no dia 17 de março e o Sindicato começa a se preparar para a programação relativa aos 60 anos da entidade, que serão completados no dia 18 de abril.

PAINEL ORGULHO SAPATEIRO

O painel “Orgulho Sapateiro”, inaugurado na Sede do Sindicato foi concebido como “arte muralista” para homenagear todas e todos os sapateiros e sapateiras que fizeram e fazem parte da construção da cidade. A história do valor do trabalho como base para a justiça a democracia e a paz. Campo Bom e o Sindicato completam 60 anos este ano e a relação do Sindicato com o município não para por aí, pois foi das mãos dos sapateiros e sapateiras, trabalhando incansavelmente na indústria, que se construiu a riqueza da cidade. O painel, que serve também como uma homenagem à indústria local e brasileira, que gera e trabalho e renda, é assinado pelos artistas Kia Santos e Everaldo Vitorino.

Última modificação emSexta, 25 Janeiro 2019 09:12
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.