Entrar

Demora no repasse dos direitos aos ex-funcionários do Catléia gera indignação

Sidicato promoveu a atualização de cadastros dos ex-funcionários Divulgação Sidicato promoveu a atualização de cadastros dos ex-funcionários

Os 1.182 ex-funcionários da massa falida do Calçados Catléia, que fechou suas portas em 1997, seguem sem receber os seus direitos trabalhistas após mais de 20 anos. Conforme o Sindicato dos Sapateiros de Campo Bom, o impasse se dá por questões jurídicas, faltando apenas a homologação do Juiz da comarca de Campo Bom, que recentemente chegou à cidade.

A demora vem causando indignação entre os ex-colaboradores. “Já fazem 20 anos que estamos aguardando o que realmente é nosso direito. Entre os ex-funcionários, muitos já faleceram. Não sabemos mais a quem recorrer”, manifestou-se Marco Aurélio Klaus, ex-funcionário do Catléia.

A situação é que falta somente o despacho do juiz. Após essa assinatura, a massa falida será notificada e realizará o cálculo do rateio, informando o banco que depositará o valor na conta de cada ex-funcionário.


Leia esta matéria na íntengra, com a posição do Sindicato dos Sapateiros, na edição impressa de 20 de abril de 2018. Para assinar ligue (51) 3597-2822 ou envie WhatsApp para 99791-0963.

 
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.