Entrar

Campo-bonense estava em voo atingido por um raio

Destaque Jeanine Benkeintein Jeanine Benkeintein

A advogada Jeanine Benkenstein, estava em um voo com destino a Campinas/SP, na tarde de ontem, 31, quando o avião foi atingido por um raio, ocasionando um estouro e o corte no sistema de comunicação. A reportagem do AG conseguiu, na tarde desta quinta-feira, 01, por telefone, conversar com Jeanine que ainda está em Penápolis, onde presta consultaria para a prefeitura daquela cidade. Ela nos concedeu uma entrevista exclusiva contando mais detalhes sobre o ocorrido. A advogada contou que, em razão do ocorrido o piloto precisou optar por um pouso de emergência no aeroporto de Arial, preparado apenas para receber aviões de pequeno porte localizado em meio a algumas vegetações e plantações. Antes do pouso o piloto precisou fazer várias voltas para diminuir o nível de combustível causando um estado de grande preocupação aos passageiros. Ao chocar-se ao solo o piloto precisou frear com muita força para impedir que a aeronave saísse da pista ou se chocasse contra o prédio do aeroporto. O local não dispunha de comunicação via celular que precisou ser feito via rádio o que acabou demorando para o resgate dos passageiros, feito por toda equipe da Azul, acomodando a todos em um hotel próximo ao local.

 Leiam alguns dos relatos de Jeanine publicados em sua rede social facebook  que acabou tendo um incontável número de acessos com mensagens de solidariedade demonstrando o quanto Jeanine é querida por seus amigos:

“Agora está tudo bem. Cena de filme. Um raio atingiu o avião e o sistema de comunicação. O piloto de cabelos brancos pousou no meio do nada, numa pista no interior de SP. A frenagem parecia não funcionar. Susto. Baita susto. Nesse momento eu imaginei a Giordanna a Isabella E a Fionna vindo ao meu encontro e me abraçando. Deu um clarão seguido de um estouro. O avião balançou. Ali eu achei que íamos cair. Tudo ficou escuro. A comunicação foi totalmente cortada. O piloto dirigia no braço. Foi tenso. Foi aterrorizante. As pessoas se desesperaram com o estouro. Mas até pousar não tínhamos noção da gravidade da situação. Corpo ficou todo dolorido. Nem os sapatos consegui calçar. Mas... o trabalho me espera. O piloto pousou no braço e sem autorização da pista porque não tinha qualquer comunicação. Foi incrível. Nos salvou de algo pior. Graças a Deus o avião conseguiu parar. Um misto de adrenalina e gratidão".

Última modificação emQuinta, 01 Novembro 2018 20:19
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.