Entrar

Preparando campeãs em Campo Bom

Talitha e Gabriel formam uma dupla vencedora Divulgação Talitha e Gabriel formam uma dupla vencedora

A quarta medalha de prata do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto chegou na patinação artística. Talitha Haas ficou com o segundo lugar no pódio ao somar 498.30 pontos ao final da competição da modalidade. Uma parte desta conquista passa aqui por Campo Bom. É na academia Fitness Club que Talitha, acompanhada por outra multicampeã da patinação Samanta Schmelling, realiza toda a preparação física para as competições que participa.

Desde fevereiro de 2015 os treinamentos passaram a ser orientados pelo professor Gabriel Weber. Responsável pela preparação, descreve como foi criado o processo de treinamento. “ Eu fui a um campeonato observar as apresentações. Identificamos quais as valências físicas que eram utilizadas pelas atletas, e que com o decorrer da apresentação comprometiam a coreografia quando não estavam bem trabalhadas fisicamente.” A partir desta observação, em conjunto com Janaína Espíndola, técnica das patinadoras, foi desenvolvido um conjunto de exercícios específicos para patinação. O foco, além do condicionamento aeróbico, passou a ser potência muscular, principalmente nos membros inferiores, agilidade, resistência muscular em geral e o equilíbrio. Todas estas características foram trabalhadas para darem um suporte maior no momento de desenvolver a coreografia das apresentações, que duram entre dois e três minutos.

A atleta tem uma rotina de treinamentos extremamente severa. São cinco dias na semana treinando fisicamente em dois, ás vezes três turnos por dia. E próximo das competições mais importantes os treinos da parte técnica são realizados aos sábados e domingos também. No início do trabalho Gabriel acompanhava inclusive os treinos técnicos, formando com Janaína Espíndola uma comissão técnica que passou a planejar a forma como os treinamentos seriam feitos. Gabriel lembra que inicialmente os treinos foram mais intensos e que a atleta constantemente estava exausta, mas que mesmo assim se dedicava e fazia todos os exercícios propostos. Até o momento em que mesmo após os treinos ela não se sentia mais cansada, estava pronta para os exercícios específicos.

Com a parte aeróbica bem treinada, Gabriel passou a exercitar, algumas semanas antes das competições, alguns fundamentos da patinação como saltos, aterrissagens e paradas de solo, todas partes integrantes da coreografia. “O atleta precisa de variação de exercícios para se manter treinando motivado, colocamos esses elementos e uma semana antes, com auxílio de fones de ouvido, elas ouviam a música da coreografia e realizavam, mesmo sem os patins a coreografia. Esse processo automatizou a apresentação proporcionando um poder maior de concentração.” A preparação física realizada não serve apenas para melhorar a performance, um dos maiores benefícios é a redução dos riscos lesivos. Como se trata de um esporte em que constantemente há quedas, é importante ter uma musculatura preparada para isso.

Gabriel ressalta a importância da boa relação entre atleta e treinador. As atletas por vezes pedem para que a intensidade dos treinos diminua e neste momento é necessário uma sensibilidade do professor. Porém, muitas vezes também é necessário que o professor lembre o atleta da necessidade de transpor os limites físicos, e que isso importa dor. Amanhã Thalitha volta do Canadá, a semana foi de folga para ela. Na segunda-feira, os treinos recomeçam. Gabriel destaca a importância da conquista: “Quando o atleta conquista algo, volta muito motivado e isso será aproveitado nas próximas semanas.”

Talitha já havia ganho medalha há quatro anos atrás. Com apenas dezesseis anos conquistou o bronze no Panamericano de Guadalajara em 2011. A próxima grande competição será o mundial de Patinação que acontece em Setembro em Cali na Colômbia. Talitha Haas e Samanta Schmelling integrarão a delegação brasileira.

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.