Entrar

Árbitro de Futsal é agredido e está em estado grave no Hospital de Pronto Socorro em Canoas

Destaque Árbitro de Futsal é agredido e está em estado grave no Hospital de Pronto Socorro em Canoas

Na noite de 5 de setembro, durante jogo válido pelo Campeonato Municipal de Futsal Divisão de Acesso, no Ginásio de Esportes Karl Heinz Kopittke, o árbitro Sérgio Luis dos Santos foi agredido por um atleta. Socorrido por ambulância da Prefeitura, o árbitro deu entrada, logo em seguida, no Hospital Dr. Lauro Reus e, na mesma noite, foi transferido para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Canoas, onde permanece internado. Até a tarde da última quarta-feira, 12, ele permanecia em coma induzido diante da gravidade de seu estado de saúde.

Conforme a súmula do jogo, assinada pelo segundo árbitro, o atleta foi expulso do jogo aos cinco minutos da segunda etapa, por receber o segundo cartão amarelo, após cometer falta em adversário. Ainda conforme a súmula, o atleta foi em direção ao árbitro e o agrediu com um soco no rosto. Sérgio caiu na quadra, batendo a cabeça.

A Brigada Militar prontamente atendeu o chamado, esteve no local e fez o BO – Boletim de Ocorrência.

Desde então, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer vem acompanhando a situação do árbitro com idas frequentes ao HPS e contatos diários com seus filhos e familiares.

Como medidas administrativas, a Secretaria de Esporte afastou o atleta em questão de todas as suas competições e o mesmo deverá ser julgado pela JDD – Junta Desportiva Disciplinar. Decidiu, também, pela eliminação da sua equipe do Campeonato Municipal de Futsal Divisão de Acesso.

Em declaração ao Jornal A Gazeta, o vice-prefeito Professor Beto dos Santos, bastante abatido com este episódio afirmou: “A principal preocupação da Administração Municipal é com a recuperação de Sérgio Luis dos Santos e com seus familiares”, lamentou o Professor Beto que também é Secretário Municipal de Esportes.

O prefeito Luciano Orsi, se manifestou na rede social lamentando o ocorrido: “Já estamos oferecendo todo o nosso apoio ao árbitro e seus familiares, mas é uma situação lamentável essa agressão, foi feita a ocorrência e o responsável será responsabilizado, ficando estes trâmites a cargo da Polícia Civil e do Poder Judiciário. Esperamos que seja aplicada uma punição justa, pois precisamos terminar com esse tipo de comportamento na nossa sociedade.”

OBS.: O Jornal A Gazeta, por normas internas, princípios jornalísticos e ética profissional não divulga o nome do agressor para evitar que a situação se agrave ainda mais, e espera que todas as medidas cabíveis sejam tomadas por quem de direito.

Última modificação emSábado, 15 Setembro 2018 01:18
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.