Entrar

Campo Bom se une para viabilizar nova sede da APAE

Campanha “Tijolinho Solidário” arrecada fundos para entidade Angélica Spengler/AG Campanha “Tijolinho Solidário” arrecada fundos para entidade

O sonho de ver construído uma nova e moderna sede para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Campo Bom motivou lideranças da cidade na criação de um projeto solidário que vem movendo uma comunidade inteira. O “Tijolinho Solidário”, idealizado pelo Rotary Club de Campo Bom, visa comercializar mini tijolos que terá toda a renda destinada à construção da nova casa da entidade. A campanha recebeu, desde o início, o apoio do Jornal A Gazeta.

Tudo iniciou em uma reunião do Rotary, quando o membro do clube, Júlio Feltrin, à época presidente da APAE,, expôs a ideia e a necessidade da construção de uma nova sede para a entidade, localizada no Loteamento Jardim dos Flores, próximo ao bairro Cohab Leste. “Nos sensibilizamos com a proposta do colega, que nos apresentou a realidade hoje vivida pela APAE. Pensamos juntos em uma maneira de iniciarmos uma grande mobilização onde a comunidade fosse a principal protagonista”, relatou Clioni Meneghetti, idealizador do “Tijolinho Solidário” e ex-presidente do Rotary Club.

Hoje a APAE, que existe na cidade há 38 anos, atende cerca de 400 pessoas. A atual sede localiza-se na rua Helmuth Blos, 49, no bairro dos Gringos. “A entidade está operando em seu limite e carece de adequações para atender melhor seus alunos. Estamos vivendo uma crise econômica no país, estado e município e o “Tijolinho Solidário” vem justamente para a comunidade abraçar a campanha e proporcionar e promover a caridade entre os campo-bonenses”, destacou Clioni.

Os primeiros 5 mil mini tijolos foram doados pela Cerâmica Ritter, empresa campo-bonense engajada na campanha.


Leia esta matéria na íntegra na edição de 12/10/17. Para assinar ligue (51) 3597-2822

Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.