Entrar
Começa a arrecadação de doações da Campanha do Agasalho 2019

Começa a arrecadação de doações da Campanha do Agasalho 2019

Já está em andamento a Campanha do Agasalho 2019 de Campo Bom. A Campanha é uma promoção da Prefeitura, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social e Habitação (Sedsh) e da Defesa Civil, que convida a comunidade a doar agasalhos para auxiliar famílias carentes do município, arrecadando roupas, calçados e cobertores, novos ou usados, desde que estejam em boas condições, para aquecer quem tem frio neste inverno. As caixas estão sendo distribuídas e devem abranger mais de 100 pontos, incluindo unidades de saúde, escolas municipais, Ginásio Municipal, Centro Administrativo, entre outros.

Segundo o prefeito Luciano Orsi, Campo Bom tem um histórico de caridade e certamente estará unida novamente para ajudar a quem precisa. “Temos uma demanda social importante. E para assisti-la da melhor maneira, precisamos contar com o apoio da população. Calçados, agasalhos ou roupas em bom estado. Cada um doa o que pode”.

“A comunidade campo-bonense tem se mostrado muito solidária e sabemos que receberemos novamente uma grande quantidade de donativos”, afirma o titular da Sedsh, Eduardo Assmann.

A entrega dos donativos para as famílias carentes ocorrerá no dia 15 de junho, das 9h às 13h, no Ginásio Karl Heinz Koppitke. A pessoa deve comparecer neste dia com RG e comprovante de residência. 

Como doar e virar ponto de coleta

Doações podem ser feitas nos mais de 100 pontos de arrecadação que serão distribuídos pela cidade. Quem tiver interesse em ser um ponto de coleta, como lojas, supermercados, empresas, entre outros, também pode entrar em contato pelo fone (51) 3598-8600 ramal 8746 falar com Viviane.

No Centro Administrativo, a entrega de donativos pode ser feita no setor de marcação de transporte, no subsolo, no horário das 8h às 18h, de segunda à quinta-feira e na sexta das 7h30min às 13h30min. Quando houver um volume grande de doações pode ser solicitado o recolhimento no local, pelo fone 35973683 ou 996755497. 

Feevale Digital inaugura polo em Campo Bom amanhã

O polo da Feevale Digital de Campo bom será  inaugurado oficialmente amanhã, terça-feira, 23 de abril. A estrutura apoia os alunos e abriga as atividades presenciais dos cursos oferecidos: dois bacharelados, quatro licenciaturas, oito tecnólogos e cinco especializações. Todos seguem uma nova modalidade de educação a distância, a partir de metodologias próprias, que a universidade lançou em dezembro passado. No total, foram criados polos em 10 municípios da região e em Dongguan, na China.

Os diplomas obtidos nos cursos a distância têm valor idêntico aos da modalidade presencial, e os custos das mensalidades são menores em relação à oferta tradicional, preservando a mesma qualidade. A seleção para ingresso nos bacharelados, nas licenciaturas e nos tecnólogos ocorre no polo escolhido pelo candidato, com provas realizadas a partir de 19 de dezembro, conforme agendamento. Também é possível aproveitar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e, a partir de abril, serão aceitos pedidos de transferência e troca de curso. Nas especializações, o ingresso ocorre mediante análise de currículo e, caso necessário, por entrevista.

BM prende por tráfico de entorpecentes

Na madrugada de sábado, 20, na Rua Voluntários da Pátria, a Brigada Militar prendeu um homem e apreendeu um adolescente.
Em ação policial, abordado um automóvel Fiat Palio, de cor vermelha, tripulado por dois indivíduos, de 17 e 22 anos.
Na revista pessoal ao adulto, foram encontrados 5 pinos de cocaína e 81 reais. No porta-luvas do carro foram encontrados 18 pinos de cocaína.
Os objetos foram apreendidos e os envolvidos conduzidos à delegacia para tomada das medidas legais cabíveis.

Campo-bonense conquista duas medalhas no circuito regional Rio-Sul de natação

Bruna Kroth, paratleta de Campo Bom, disputou nos dias 13 e 14 de abril, em Curitiba, a etapa regional Rio-Sul do Circuito Brasil Loterias Caixa e conquistou duas medalhas, ouro nos 100m costas e prata nos 50m livre.
Competindo na natação com 162 atletas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro e Espírito Santo, ela se classificou nas duas modalidades onde conquistou o pódio para a etapa nacional que será disputada em São Paulo. "Meu resultado foi muito bom. Não imaginava que chegaria tão longe", comentou Bruna que representa a Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência, de Funcionários do Banco do Brasil e da Comunidade (APABB), de Porto Alegre. "Já tinha competido há muitos anos, mas como não tinha patrocínio tive que parar. Voltei a nadar há cerca de um ano e decidi voltar a competir também." A falta de verba pode, novamente, se transformar em uma barreira para a paratleta. "Ainda não sei se vou participar da etapa nacional, de 9 a 11 de maio, em São Paulo, em razão da falta de patrocínio. Nessa etapa, todos os custos serão por conta dos atletas e, infelizmente, ainda falta incentivo para o esporte paralímpico", lamentou Bruna. Quem quiser ajudar a nadadora pode entrar em contato com ela pelo telefone 99904-5627.

Jovem cientista busca recursos para viagem a Dubai

A estudante campo-bonense do curso técnico de mecânica Pâmela Nitsche, 21 anos, da Fundação Liberato Salzano Vieira da Cunha busca recursos para participar da Milset Expo-Sciences International (ESI) 2019, que será realizada de 22 a 28 de setembro deste ano em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, no Abu Dhabi National Exhibition Centre (ADNEC).
Para representar o Rio Grande do Sul no ESI 2019, que é o maior evento dos Emirados Árabes Unidos, concentrando-se exclusivamente na criatividade científica de jovens cientistas aspirantes de todo o mundo, a cientista de Campo Bom e sua colega, Isadora Silveira da Costa, de Novo Hamburgo estão realizando uma campanha - vaquinha virtual - com o objetivo de custear a viagem. “Precisamos arrecadar R$15.000,00 para a compra das passagens áreas e pagamento da taxa da feira, que inclui hospedagem e alimentação. Por este motivo estamos realizando diversas ações como o pedágio solidário em sinaleiras nas cidades de Campo Bom e Novo Hamburgo, vendendo rifa além da vakinha online”, explicou Pâmela Nitsche.
Elas foram credenciadas para participar do evento, depois de conquistarem o 1º lugar na área de engenharias na Feira Nordestina de Ciências e Tecnologia (FENECIT), ano passado no Recife.


Solados de calçado feitos com embalagens de remédio

A partir da reciclagem mecânica do blister (embalagens de remédios em cartelas) as alunas fizeram suas primeiras aplicações em produtos, onde confeccionaram solados de calçados e chinelos para banho. “Visto que Campo Bom e Novo Hamburgo são as principais cidades com indústrias calçadistas, onde nosso material aplicado nesses produtos geraria uma grande economia de matéria prima por ser um material reciclável e por haver a possibilidade de ser reciclado novamente após o fim da vida útil do produto, além do grande fato de ajudar a diminuir a crescente poluição do meio ambiente”, comentou a jovem cientista.

No vermelho: Número de consumidores inadimplentes cresce em 2019

Entre janeiro e fevereiro, aumentou o número de pessoas que foram incluídas no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e Serasa em Campo Bom. Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL- CB), neste período, 361 pessoas foram negativadas (contra 202 no mesmo período de 2018), enquanto 100 conseguiram limpar seus nomes. "Esse número se refere aos meses que a inclusão foi feita, mas a inadimplência pode ter ocorrido meses antes. Por exemplo, um cliente estava inadimplente desde novembro, mas só agora o lojista comunicou e incluiu essa pessoa no sistema", explica o presidente da CDL-CB, Omar Hoffmeister.
Na avaliação de Hoffmeister, a inadimplência do consumidor continua elevada pois a recuperação econômica segue lenta e ainda refletiu pouco na melhora dos níveis de renda dos campo-bonenses. “Embora nossa economia já dê sinais de recuperação, o primeiro bimestre é tradicionalmente o período em que aumentam os gastos com pagamento de contas, como IPVA e IPTU, além dos compromissos com escola e das dívidas de fim de ano, que acabam atrapalhando o controle das finanças”, avalia.

CAUTELA COM OS GASTOS

Para não correr o risco de entrar para o cadastro de devedores, planejamento é fundamental, conforme o professor e Vice-diretor Administrativo Financeiro da FACCAT, Sérgio Nikolay. “Planejamento pode ser considerado uma palavra-chave, mas em termos de finanças pessoais recomendo, por experiência própria, que qualquer ser humano independente de sua condição social, deve estar consciente da sua real situação financeira no momento de qualquer aquisição e/ou compra de alimentação, vestuários, moradia e lazer. Aliado a isso, deve-se estar comprometido com o seu bem-estar", ensina.

REGRA BÁSICA

Para se ter uma vida mais regrada, Nikolay orienta, “Nunca se gasta mais do que se ganha mensalmente. Se cada pessoa adotar este princípio com certeza não enfrentará dificuldades financeiras, basta querer, e afirmo com toda convicção que se consegue sim”.
Vale lembrar ainda da regrinha básica: planejar, projetar e planificar todos os seus recebimentos e gastos mensais, na seguinte fórmula.

SAIA DO VERMELHO

- O primeiro passo é fazer um planejamento completo dos gastos realizados para saber o que realmente é essencial ou o que pode ser reduzido ou cortado;

- Liste quanto você está devendo, há quanto tempo e para quem. Inclua nesse cálculo as despesas fixas, o empréstimo e os juros a serem pagos;

- Estabeleça como prioridade pagar a dívida. Se não puder pagá-la à vista, parcele. Cuidado para que ela não ultrapasse 15% do seu salário para não comprometer ainda mais a sua renda;

- Monitore seu orçamento anotando tudo o que comprar;

- Renegocie suas dívidas e prefira quitar as contas com juros mais altos, como cartão de crédito;

- Adeque o seu padrão de vida aos seus reais rendimentos;

- Pesquise preços e formas de pagamento antes de efetuar a compra;

- Prefira sempre pagar em dinheiro. Visualizar o quanto está gastando pode evitar gastos desnecessários.

Meio Ambiente: Fique atento ao calendário de podas

A Secretaria de Obras de Campo Bom iniciou no último dia 12 os trabalhos de manejo da arborização urbana do município. Este ano, além da capacitação e orientação técnica realizada com a equipe de podas, a Secretaria de Meio Ambiente elaborou material de orientação para população. O folder está sendo distribuído, contém indicação de espécies apropriadas para plantio, orientação quanto as atribuições e procedimentos a serem executados, dicas de manejo e o cronograma de atendimento aos bairros do município.
A administração municipal frisa que é importante que os moradores atentem ao período de atendimento de cada bairro e lembrem sempre de solicitar as autorizações para poda e supressão de vegetação. Ainda durante o período de podas, que vai de abril a outubro, está sendo promovido o projeto “Arboriza Campo Bom”, que visa recompor e melhorar a arborização da cidade. As ações vêm de encontro ao plano de arborização urbana que está em fase de revisão que deve ser apresentado em breve à câmara de vereadores como proposta de Lei municipal.

CONFIRA O CALENDÁRIO COMPLETO:

• 12/04 a 26/04 - Imigrante Norte e Blumemburg
• 26/04 a 03/05 - Imigrante Sul
• 03/05 a 10/05 - Dona Augusta, Celeste e Bem Viver I
• 10/05 a 17/05 - Operária, Industrial Sul, Vila Nova e Bem Viver II
• 17/05 a 24/05 - Ipiranga, Aurora
• 24/05 a 31/05 - Genuíno Sampaio
• 31/05 a 07/06 - Firenze, Renascer e Solar Do Campo
• 07/06 a 14/06 - Metzler, Loteamento Catléia
• 14/06 a 21/06 - Paulista, Alto Paulista e Industrial Norte
• 21/06 a 28/06 - Rio Branco e Colina Deuner
• 28/06 a 05/07 - Vila Brito, 4 Colônias, Santo Antônio e Vila Reichert
• 05/07 a 12/07 - Morada Do Sol, União e Bem Viver III
• 12/07 a 19/07 - Santa Lúcia
• 19/07 a 26/07 - Jardim Do Sol, Vila Velha I e II, Cohab Leste e Jardim Das Flores
• 26/07 a 02/08 - 25 De Julho e Mônaco
• 02/08 a 09/08 - Porto Blos, Barrinha e Vila Rica
• 09/08 a 16/08 - Bela Vista, Cohab Sul e Bairro Dos Gringos
• 16/08 a 23/08 - Centro

Obra de ampliação da ESF Porto Blos entra na reta final

As obras de ampliação e reforma para adequação e reparo na estrutura física na Estratégia de Saúde da Família (ESF) Porto Blos estão perto de serem finalizadas. Com custo de R$ 146.744,33, o projeto vai ampliar cerca de 47,10 m² e reformar 207,81 m² do local. Restando apenas acabamentos como aplicação de massa corrida, azulejos, pintura, e retoques finais, o prazo de entrega está previsto para o final do mês de abril.
Atualmente, a ESF Porto Blos conta com 7.151 usuários cadastrados e tem uma média de atendimento mensal de cerca de 2 mil famílias, dos bairros que a unidade abrange, através das duas equipes de ESF.

MELHORIAS
O novo espaço contempla nova recepção, ambulatório, consultório odontológico, sala de observação, sala de vacinas, esterilização e expurgo, além de mais um banheiro acessível. Já a reforma é responsável pela renovação completa da elétrica do prédio e um novo tanque séptico e filtro anaeróbico. Além disso, haverá pintura interna e externa e troca de todo piso.

INVESTIMENTO
Foram investidos inicialmente R$ 146.744,33 entre material e mão de obra. Havendo um aditivo de cerca de R$ 25.400,00 na aplicação de produtos de impermeabilidade, em decorrência da alta umidade do solo. Além de um reforço na estrutura de sustentação da laje do prédio já existente.

ATENDENDO EM NOVO LOCAL
A EFS Porto Blos, durante o período de reforma, está atendendo em novo prédio, localizado na Rua José Vargas, 580, Porto Blos, telefone 3597 8640.

Projeto do Sistema de Iluminação Pública será enviado à Câmara

Será encaminhado à Câmara de Vereadores no próximo dia 22, para a apreciação do Legislativo, o projeto de autoria do Poder Executivo que pretende revitalizar a iluminação pública de Campo Bom, realizando a troca de 9.600 lâmpadas incandescentes e fluorescentes de todas as vias do município por lâmpadas de LED. A ação, que deverá ser concluída em 18 meses, vai melhorar a segurança pública, além de diminuir gastos com eletricidade e gerar menos danos ao meio ambiente. “Ao mesmo tempo em que ilumina muito mais, a lâmpada de LED tem um consumo de energia bem menor”, explica o prefeito Luciano Orsi.
A nova iluminação vai tornar a cidade ainda mais bonita e muito mais iluminada. “É uma iniciativa pioneira e necessária, poucas cidades no país realizaram projetos deste porte. Entendemos que é uma questão essencial, o setor só recebeu manutenção por décadas e acabou defasado, o que acarreta gastos em torno de R$ 250 mil por mês com iluminação pública”, comentou Orsi.

OS PASSOS DO PROJETO
Após apreciação e aprovação na Câmara, será aberto um pregão, que é uma modalidade de licitação criada pela lei 10.520 de 2002, que tem como características a rapidez no procedimento e a economia tanto para a administração pública como para o licitante. Posteriormente ao recebimento de todas as propostas das empresas interessadas em participar do pregão, será escolhida a que apresentar menor valor.
Entre as exigências apresentadas pela Prefeitura, a empresa contratada deverá garantir o funcionamento e manutenção das luminárias por seis anos. Além de ser responsável pelos insumos referentes as lâmpadas que precisarem ser substituídas, como conectores, fios e cabos necessários para a realização do serviço. “Sempre que alguma lâmpada queimar ou der problema técnico, será de responsabilidade da empresa fazer a manutenção. Já em caso de depredação ou furto, o encargo será da Prefeitura”, explicou o Secretário de Obras Patrick Ruppenthal.


PROJETO TÉCNICO
A empresa vencedora deverá elaborar um projeto técnico de implantação do sistema de iluminação pública eficiente e sustentável, e como deverá ocorrer sua implementação. Com o mapeamento dos pontos de iluminação por geolocalização, preparadas para telegestão (prontas para receber conexão de câmeras e sinal de internet), visando uma melhora luminosa de pelo menos 30% do atual sistema e uma redução de consumo mínima de 40% após a execução do projeto.
Esta etapa, segundo Ruppenthal, é de extrema importância, pois a empresa contratada só irá começar a atuar após a aprovação de todas as fases do projeto inicial apresentado. “Desta forma vamos saber como e quando cada etapa do projeto será executada, e fiscalizando para que tudo aconteça dentro do prazo”.

Encerradas as audiências públicas para discutir a revisão do Plano Diretor

Após a realização de cinco reuniões comunitárias, encerraram no dia 11 de abril os debates para discutir o processo de revisão do Plano Diretor de Campo Bom. Os encontros aconteceram em cinco regiões do município, para reunir ideias e sugestões para melhorias em diversos setores.
O Plano Diretor é uma lei que define como será o crescimento da cidade e corresponde ao Estatuto Da Cidade (Lei. 10.257/2001) estipulado pelo Ministério das Cidades. As seguintes áreas foram abordadas na reunião: indústrias, paisagem, mobilidade, meio ambiente, rural, patrimônio histórico e situações de alagamentos.
Os debates foram abertos à comunidade e o objetivo do Município era ouvir os cidadãos, tomar conhecimento de sua visão sobre a realidade do local onde moram, além de promover a troca de informações, receber as solicitações e o apontamento dos problemas e propostas para possíveis soluções. Meta, que segundo a Diretora de Planejamento Cleidiane Sanmartim, foi atingida, apesar da pouca participação da comunidade. “ Entendemos que o dia a dia é corrido, e todos nós temos compromissos, mas, discussões como estas são de extrema importância para todos os moradores do município, pois se trata do futuro de Campo Bom. Era a oportunidade de o cidadão debater e expor suas ideias. Apesar da baixa adesão, realizamos bons debates”, comenta a Diretora.

DEBATES
O crescimento do Município através das políticas urbanas. É neste raciocínio que o Plano Diretor ganha força como um instrumento que norteará uma política de desenvolvimento na esfera municipal. Neste sentido a participação popular é muito importante. Entre os itens mais lembrados pelos campo-bonenses, estão acessibilidade, planícies de inundação, descarte irregular de lixo (doméstico e industrial), segurança e emprego. “Os setores que os moradores solicitam melhorias mudam de região para região. O que podemos notar, é o desejo comum pela geração de emprego e renda que, apesar de ter apresentado crescimento nos últimos meses ainda é uma preocupação dos moradores”, revelou Raquel Ermel da Silva Arquiteta da Prefeitura municipal.


RELATÓRIO
Com o encerramento das audiências públicas, um relatório está em fase de elaboração pela Comissão de Revisão do Plano Diretor. Material que será apresentado em audiência pública na Câmara de Vereadores nas próximas semanas para posteriormente ser apreciado e votado pelo Legislativo.

Assinar este feed RSS
Sportbook sites http://gbetting.co.uk/sport with register bonuses.